Cadastre-se para receber nosso informativo:





Últimas Notícias

 

Ampliando a Produtividade da Agroindústria Empregando IoT

Ampliando a Produtividade da Agroindústria Empregando IoT

vineyard_installation“O monitoramento constante dos vinhedos é crucial para garantir que as doenças não vão surgir. Se você consegue ver nas folhas, já é tarde demais.” (Matic Šerc, fundador do Elmitel’s eVineyard)”

 

O que é e como funciona o IoT?

A tecnologia conhecida como internet of things é traduzida como “internet das coisas” e faz parte de uma revolução tecnológica intitulada pelo Gartner (um dos mais renomados institutos de pesquisas de TI) de Nexus of forces. Essa revolução é parte importante da Indústria 4.0, pois torna a aquisição de dados em todos os setores da economia simples e funcional, recolhendo os dados de inúmeros equipamentos e sensores e transformando os mesmos em dados que podem ser utilizados para a tomada de decisões nas empresas.

 

Tentando simplificar o entendimento do IoT o mesmo é normalmente dividido em 5 camadas:

 

 

1. CAMADA DE PERCEPÇÃO

 

A camada de percepção é responsável por obter as informações necessárias. Em um ambiente fabril essa camada normalmente está conectada ao maquinário existente, enquanto em um ambiente agroindustrial essa camada é constituída de uma série de sensores para coletar informações completas do solo, das plantas e do clima. Essa camada também possui a função de realizar funções automáticas como, por exemplo, suspender o funcionamento de um equipamento.

 

 

2. CAMADA DE TRANSPORTE

 

Com a função principal de transportar a informação, essa camada costuma se utilizar de gateways para coletar as informações utilizando uma topologia de rede na forma de estrela. Dessa forma, é possível acessar informações a longa distância (na tecnologia LoRaWan possuímos exemplos de comunicação a 15 km de distância) e transportar as mesmas de forma segura para os servidores de aplicação.

 

 

3. CAMADA DE PROCESSAMENTO

 

A terceira camada é necessária somente em instalações de grande porte, pois a sua principal função é reunir as grandes quantidades de dados recebidos pela camada de transporte, armazenando e repassando os mesmos. Essa camada, normalmente realizada em um servidor, é responsável por apagar mensagens repetidas e enviar os dados para as aplicações corretas. No caso de uma comunicação da aplicação para o sensor, decide qual o gateway mais adequado para enviar a solicitação.

 

 

4. CAMADA DE APLICAÇÃO

 

Constituída de um software, essa camada possui a função de armazenar, analisar e processar as informações de uma aplicação específica. Dessa forma são possíveis as mais diversas analises com os dados coletados, calculando, por exemplo, o peso específico na qual um animal deve ser vendido ou avaliando se a plantação está infestada por uma praga.

 

 

5. CAMADA DE NEGÓCIO

 

Também conhecida como “Camada de Apresentação”, é a camada que auxilia a tomada de decisões pois apresenta todos os dados recolhidos aos funcionários de forma a facilitar o entendimento da situação. Normalmente associada a uma série de gráficos e dados, é o objetivo final do IoT.

 

 

lora_network (1)_preview

O IoT no Agronegócio

 

Depois de entendermos como o IoT funciona, é interessante especificar algumas das funções que o mesmo exerce especificamente para o agronegócio. É possível dividirmos os sensores em dois tipos, os sensores padrões e os sensores específicos.

 

Os sensores padrões são os mais comuns no mercado e tem funções como, por exemplo, medir características do solo (umidade, temperatura, quantidade de amônia, etc), da água (Quantidade de cálcio, nitrato e clorídio, pH, salinidade, etc) e do ar (radiação solar, umidade do ar, quantidade de metano e gás carbônico, pluviosidade, direção e velocidade do vento, etc).

 

Enquanto isso, os sensores específicos são diferentes dependendo da planta a ser monitorada. Podemos utilizar como exemplo sensores de diâmetro da fruta e do tronco, umidade da folha e detecção de um agente biológico específico. Possuindo características específicas, esses sensores se tornam mais eficientes porém também podem ser mais caros.

 

O mercado mundial possui uma série de cases de sucesso baseados no IoT entre os quais destacamos os seguintes:

 

Case 1 (Barcelona, Espanha) – O case de sucesso de Barcelona é interessante pois apenas com a adição de sensores de umidade do solo a prefeitura municipal da cidade conseguiu reduzir em 25% a conta de água da cidade. Além disso foi possível diminuir a quantidade de jardineiros consideravelmente pois o sistema de irrigação foi automatizado. Dessa forma foi possível concluir que com um pequeno investimento em IoT realizado da maneira certa foi possível cortar muitos gastos e economizar uma quantia considerável.

 

agriculture-IoT_preview

 

Case 2 (Umbria, Itália) – A produção de azeitonas é parte importante do sustento da região de Umbria, na Itália, porém a mosca de azeitona sempre afetou essa produção consideravelmente. Utilizando somente sensores padrões (Temperatura, umidade, pluviosidade e pressão atmosférica) foram detectadas as características nas quais a população de moscas de azeitona cresce e a partir disso foi possível focar o combate as mesmas, criando um plano de defesa e diminuindo substancialmente a quantidade de plantas infectadas.

 

Case 3 (Arredores de Singapura, Indonésia) – Em uma região sustentada pela produção de cacau, porém com pouca conectividade, foi utilizada uma arquitetura com um servidor local e um servidor na nuvem para diminuir uma doença causada por fungos e aumentar a produtividade da plantação. Além disso foram utilizados tablets conectados à rede IoT para que os gerentes delegassem atribuições aos funcionários que trabalhavam na plantação sem conectividade. Também foram utilizados somente sensores padrões para esse case.

 

Considerando esses cases podemos facilmente reparar que mesmo pequenos investimentos em IoT tem a capacidade de trazer grandes resultados. Utilizando sensores específicos seria possível prevenir completamente doenças e aumentar o crescimento das plantas de forma sem precedentes. A revolução no agronegócio está apenas começando porém já é possível perceber que o IoT será extremamente importante para aumentar a produtividade desse setor tão importante para o Brasil.

 

A RCE IT vem investindo no desenvolvimento de soluções de IoT para conectividade de dispositivos e sensores, de forma a levar essa tecnologia aos lugares mais remotos sem a necessidade de investimentos altos e assim melhorando a produtividade no agronegócio. Conheças as nossas soluções entrando em contato conosco!

 

Veja também:

As ondas de Profissionalização e Transformação chegam ao Agronegócio

Disruptividade Tecnológica no Campo – Agronegócio 4.0