Cadastre-se para receber nosso informativo:





Últimas Notícias

 

Desafios para a proteção da nuvem hoje

Desafios para a proteção da nuvem hoje

nuvem-segura-e1469593204600-684x268.jpg

Confira a matéria de Michael Xie – Presidente da Fortinet

A nuvem está sendo uma forte tecnologia disruptiva e permitindo que as organizações sejam mais ágeis, receptivas e disponíveis. De acordo com especialistas em redes, é previsto que até 2020, os centros de dados em nuvem abrigarão em torno de 92% de todas as cargas de trabalho. O obstáculo é que, embora os provedores de serviços em nuvem ofereçam novos serviços atraentes, eles também desenvolvam meios de dados isolados que precisem ser gerenciados separadamente, impondo requisitos de segurança únicos às organizações.

Um ponto negativo é que muitas soluções tradicionais de segurança não foram projetadas para assegurar os ambientes ágeis de hoje. Quando os dados corporativos deixam de se situar em centros de dados isolados, os dispositivos e aplicativos podem acessar praticamente qualquer informação de qualquer dispositivo ou local, e os modelos de segurança tradicionais não conseguem acompanhar esse processo.

Sabendo disso, os cibercriminosos estão preparados para explorar essas falhas na segurança.

Algumas empresas, por exemplo, começaram a mover muitas das suas tradicionais ferramentas de segurança de borda para a nuvem, a fim de proteger as áreas críticas.

Assim, os orçamentos de segurança das redes tradicionais estão sendo reatribuídos à adoção de ferramentas de segurança especializadas, como proteção de data centers, firewalls de aplicativos web, segurança para dispositivos móveis, etc.

O resultado, em vários casos, é que os ambientes de nuvem híbrida de hoje estão recriando a mesma expansão de segurança de data centers que as empresas passaram anos tentando consolidar.

A falta de recursos adicionais, combinada com o crescente hiato de habilidades de segurança, isso significa que os técnicos de segurança precisam aprender a implantar, configurar, monitorar e gerenciar dezenas de ferramentas adicionais de segurança em nuvem.

E se os elementos de segurança em vários ambientes de nuvem de uma empresa fossem bem integrados e coerentes, como um tecido sem costura? Essa abordagem permitiria às empresas ver, controlar, integrar e gerenciar a segurança de seus dados através da nuvem híbrida, permitindo-lhes tirar melhor proveito da economia e elasticidade proporcionadas por um ambiente de nuvem altamente distribuída.

Esse tipo de abordagem também permite que a segurança aumente e se adapte à medida que mais e mais cargas de trabalho e dados se movam para a nuvem e acompanhem a continuamente dos dados, usuários e aplicativos.

Fotolia_115981455_Subscription_Monthly_M.jpg

Essa abordagem integra três requisitos importantes para atender os avanços tecnológicos:

Integração: Segurança, rede e ferramentas baseadas na nuvem devem trabalhar juntas como um único sistema para aumentar a visibilidade das ameaças.

Sincronização: As soluções de segurança precisam trabalhar como um sistema unificado para garantir uma resposta coordenada às ameaças e remover os ataques.

Automação: Para que as soluções de segurança se adaptem às configurações de rede dinâmicas e respondam em tempo real às ameaças detectadas, as medidas de segurança devem ser aplicadas automaticamente, independentemente de onde a ameaça se originar.

Para muitas empresas, sua infraestrutura e serviços baseados em nuvem se tornaram um ponto cego em sua estratégia de segurança. E os cibercriminosos estão preparados para se aproveitarem disso.

Para atender aos requisitos de negócios digitais de hoje, as organizações devem ser capazes de adotar soluções de segurança projetadas para fazer parte de uma estrutura interconectada.

Contate a RCE IT e conheça melhor nossas soluções tecnológicas voltadas para o mercado da Tecnologia da Informação.

Site: www.rceit.com.br

(51) 3086.9600  (11) 3588.1500
Fonte

Fortinet